Escola de Kenpo Karate Havaiano

Testemunhos

Marta Pechirra

Mãe

"Um certo dia de fevereiro de 2016 a minha filha chegou a casa com um panfleto de uma escola de kenpo, no qual me pediu muito para entrar naquela escola. Depois de falarmos muito sobre o assunto resolvemos telefonar para o instrutor e saber mais sobre a escola.
Assim que falei com ele fiquei reticente em relação a deixar a minha filha ir, pois a escola era em Muge. A primeira preocupação como ela vai para lá? Mas ela queria tanto ir, que todos os dias pedia e pedia e voltava a pedir para ir. A nossa sorte é que o instrutor é óptima pessoa e disse nos que não havia problema algum pois iria busca la a Marinhais.
E assim começou a nossa aventura... Todos os dias de treino o Luís Afonso ia buscar a Luana e ela feliz ia treinar. Quando o Luís não podia era o Nuno Narciso que a ia buscar a escola ( ao Nuno também tenho que agradecer).
Assim que ela começou a treinar na escola de kenpo, conhecemos um senhor que por coincidência também dá aulas de Kenpo. Cujo o nome dele é Alfredo Raimundo.
Nesse dia a Luana toda contente disse lhe que andava numa escola de kenpo. Ele perguntou lhe quem era o seu sensei e ela a sorrir disse:
- Sensei Luís Afonso.
O Alfredo olhou para nós e disse:
- Está em boas mãos.
Hoje sei que sim, a Luana está em óptimas mãos.
Temos aprendido todos os dias com esta experiência, a nossa aventura como custumo dizer...A Luana adora, tem aprendido muita coisa... Há muita coisa para ainda mudar,mas tem feito muita diferença no comportamento dela.
Tenho que agradecer muito a este Sensei pois quando é preciso alguma ajudinha com a Luana ele está sempre disponível para nos ajudar, com os medos dela, com as suas inseguranças com tudo mesmo.
Se hoje voltava a começar esta aventura? Sim voltava sem sombra de dúvida.... Além de uma experiência nova para nós, com todos os meninos e suas famílias construímos uma grande família. Não é de sangue mas sim do coração. E é óptimo ver a relação de todos eles.
Obrigada Luís Afonso por tudo o que temos aprendido!"

Marta Pechirra